Descubra mitos e verdades sobre o roteador

Starweb Poços de Caldas Provedor

1. “Frequência wi-fi de 5.0 Ghz gera um sinal melhor”

Roteadores wireless trazem a possibilidade de criação de redes de 2.4 Ghz e 5.0 Ghz. Olhando de maneira lógica, a rede de 5.0 Ghz, supostamente, traria uma conexão melhor e com maior alcance, mas não é assim na realidade.

Conexões de 5.0 Ghz são indicadas para casos em que vários aparelhos estão ligados na mesma rede, desafogando um pouco a conexão. Já as conexões com 2.4 Ghz podem alcançar uma distância maior, conseguindo atravessar melhor paredes.

2. “Trocar roteador de um ano por outro mais novo melhora o sinal”

Isso é um mito que tem certo fundo de verdade, mas que depende muito da situação. A ideia de comprar um roteador novo para ter uma conexão melhor, geralmente, é uma falácia para vender novos aparelhos, já que com algumas atualizações (veja o primeiro mito), roteadores mais antigos podem receber funções que melhoram as conexões recebidas.

Porém, é válido comentar que, caso o roteador seja muito antigo e de fato não possa receber atualizações que o tornam apto a conectar com os novos tipos de rede disponibilizadas por operadores, talvez seja a hora de escolher um novo para sua casa ou escritório.

 

3. “Roteador instalado na altura do chão é melhor”

Existe um mito que deixar o roteador em local baixo ajuda na hora de receber um sinal mais forte. Isso não faz sentido, já que ele precisa de espaço “limpo” para expandir o seu sinal.

A verdade é que você precisa colocar o seu roteador em um local alto e sem muitos objetos em volta. Dessa forma, o seu sinal pode passar sem grandes interferências até o seu aparelho.

4. “Quanto mais antenas no roteador, maior será o alcance do sinal”

Existem roteadores com diversas antenas e, erroneamente, muitas pessoas acreditam que o número de antenas aumentará a distância que o sinal alcançará. Quando isso não acontece, todos acabam se frustrando. A verdade é que a quantidade de antenas melhora a qualidade do sinal, pois ele é dividido entre elas. Dessa forma, mais antenas trazem mais estabilidade e velocidade ao usuário, enquanto a distância desse sinal continua a mesma caso o roteador tivesse apenas uma antena.

5. "Microondas e secadores de cabelo podem atrapalhar o sinal de rede"

Muita gente já escutou dizer que aparelhos domésticos como micro-ondas e até o secador de cabelo podem interferir no sinal de Wi-Fi, e essa “lenda” é verdade. No caso do micro-ondas, isso acontece porque ele opera na mesma frequência que o roteador. As ondas que o equipamento emite ao esquentar a comida podem acabar vazando, mesmo que seja pouco, e piorar o sinal do Wi-Fi. Com o secador o motivo é outro, mas também é verdade. O caso dele é o mesmo que diversos outros eletrodomésticos conectados na mesma rede elétrica. Eles geram um ruído na tomada, que lembra o “chuvisco” nas TVs antigas quando alguém ligava uma batedeira, por exemplo. A forma de conter esse problema é dimensionando e instalando corretamente os circuitos elétricos do ambiente.

1. "Mantenha seus aparelhos atualizados."

Sempre que puder você deve atualizar seus dispositivos para garantir sempre mais velocidade e confiabilidade na transmissão de dados. Assim como qualquer outro aparelho eletrônico, o acessório que fornece a rede Wi-Fi está em constante evolução, sempre com novas atualizações.

Atualmente existem quatro padrões IEEE 802.11 para redes sem fio: A, B, G e N. Os padrões A e G conseguem transmitir informações em até 54 Mbps. Já o padrão B transfere dados com até 11 Mbps de velocidade. O padrão mais moderno e rápido é o formato N, que consegue transmitir e receber dados em até 600 Mbps. Para conseguir atingir as maiores velocidades de conexão você precisa obter um roteador compatível com o padrão N e uma placa de rede em seu computador que suporte este formato. Placas desatualizadas podem ser substituídas facilmente e com um valor bem acessível. No entanto, os roteadores precisam ser substituídos por modelos mais novos.

2. "Escolha um local adequado para seu roteador"

Talvez você tenha instalado a rede de internet sem fio em sua casa há algum tempo. Ela pode ter ficado em um local isolado, distante dos dispositivos que utilizam sua conexão. Por isso, é preciso analisar qual é o melhor lugar da sua casa para colocar o roteador, que funciona com ondas, como as de rádio ou as do seu celular. Sendo assim, qualquer obstáculo no meio do caminho pode interferir na sua cobertura.

A melhor estratégia é colocar o roteador em um lugar alto, pois assim o sinal se expande para baixo e para os lados e ele fica livre de objetos ao redor. Visto que o sinal se espalha por todas as direções, o mais indicado é colocá-lo no centro do cômodo. Outro ponto importante é instalá-lo no cômodo da casa onde mais irá utilizá-lo. Vale lembrar que telefones sem fio e microondas podem interferir no sinal. Por isso, o ideal é manter o roteador bem distante desses itens.

3. "Reinicie seu roteador com frequência."

Muitas vezes, o roteador pode travar por causa do aquecimento. Por isso, reiniciá-lo manualmente com frequência é bastante recomendado. Uma das sugestões é mantê-lo desligado durante períodos que ninguém costuma acessar a internet - como quando você estiver dormindo, por exemplo. Isso poderá melhorar a transmissão de sinal de seu roteador assim que você ligá-lo novamente, além de garantir maior vida útil ao seu equipamento.

É importante ressaltar que NUNCA tente fazer procedimentos técnicos acompanhando tutoriais na Internet. A desconfiguração em seu roteador pode causar problemas em sua conexão.

 

google-site-verification: google97f4aceafae9c4c0.html